top of page

Solidariedade sem fim.


Para ler o artigo completo de Alexandre Siqueira, clique no link ou na imagem.


“Aos poucos, a vida vai sendo retomada, a estrutura vai sendo também remontada. E para receber o turismo a demora é natural para voltar a ser como conhecemos antes. É neste momento, no entanto, que o turismo humanitário é um convite à solidariedade, ao altruísmo.


Este turismo tem uma luz divina para nortear seus caminhos por terras gaúchas. Você pode não encontrar mais, neste momento, belas flores, árvores frondosas, construções artísticas ou nativas. Você, com o cenário que encontrará, poderá andar saltitante por poças de águas sujas ou enlameadas.


Às vezes, simplesmente, não verá um buraco no asfalto porque ele estará coberto por água contaminada ou por lama. Não vai mais encontrar crianças brincando em parquinhos, outros turistas visitando monumentos ou espaços culturais..."


O artigo é do jornalista Alexandre Siqueira e retrata uma cruzada de solidariedade aos irmãos do Sul que perderam tudo, e despertaram o espírito de união do povo brasileiro.


Uma explosão de humanismo atravessa o Rio Grande do Sul depois da tragédia, gente que doa tempo, energia, amor e revela um Brasil que se supera, apesar da política.


Sua face de turista em busca dos conhecimentos históricos, por prazeres quase lúdicos, será transformada em turismo humanitário!


J. Aparecido é jornalista e editor

Wpp: 31-99953-7945 - www.conexaominas.com

Comments


bottom of page